Entrevistas de JoaQuim Gouveia

17
Out 13

 

“O PAPA FRANCISCO É UM PRESENTE DO DESTINO”

 

Sousa Pinto é um antigo autarca do município de Setúbal. Nos últimos tempos dedicou-se à escrita de livros romanceados e ao Coaching. Nasceu perto do Quartel do 11, frequentou a extinta escola do “Sousa” e a sua brincadeira preferida era jogar à bola. O seu primeiro amor aconteceu aos nove anos quando se apaixonou pela professor da 1ª classe da sala do lado. Pensa que o Papa Francisco é um presente do destino e critíca os políticos que nos últimos 20 anos fizeram o país viver acima das suas possibilidades

 

Como foi a sua infância?

Foi uma infância normal. Nasci em Setúbal, em plena baixa da cidade perto do antigo Quartel do 11. Jogava à bola todos os dias e todos dias fugiamos da polícia. Andei na antiga escola do “Sousa”, onde fiz a instrução primária. Sou filho único. Considero que tive uma infância muito feliz até porque nunca tive momentos desagradáveis

 

O primeiro amor…

Curiosamente foi aos 9 anos quando andava na 3ª classe. Um amor platónico pela professora da 1ª classe que dava aulas na sala ao lado da minha

 

E o primeiro emprego…

Fui vendedor de marcas de eletrodomésticos de alta qualidade no grupo “AC Santos”, em 1972, onde vendia a marca Toshiba, em todo o distrito e no alentejo. Já ganhava muito bem nessa altura

 

Como é a sua casa? Como a define?

É um refúgio onde me encontro e reencontro e onde ganho energias e gosto de estar a ler, a pensar, a escrever e até a passear porque é uma casa muito grande

 

O que pensa do mundo?

Está a atravessar um ciclo muito complicado. A crise financeira não explica tudo. Ela arrasta consigo uma crise de valores e de princípios norteadores. Alguma coisa vai ter de acontecer para corrigir e ordenar o pensamento humano. O Papa Francisco, não terá aparecido por acaso. É um homem com uma profunda lucidez e é um presente do destino

 

Sente-se realizado humana e profissionalmente?

Prefiro dizer que me sinto resolvido comigo mesmo. Uma pessoa realizada é uma pessoa morta que não tem mais objectivos nem metas. Gosto de ter objectivos para cumprir todos os dias. Gosto de fazer descobertas diárias

 

Como se resolve a crise?

Esta crise apareceu por artificialismo financeiro que também atingiu Portugal. Só que o nosso país também foi atingido pelo artificialismo político e social. Quer dizer que estivemos durante 20 anos a ser governados por um populismo demagógico que nos convenceu de que tínhamos condições para viver acima das nossas possibilidades, gente visivel e absolutamente preparada para conduzir os destinos dos povos sendo que algumas são até colecionadores de mestrados e doutoramentos, mas mostraram não entender nem gostar das pessoas que governaram. Tenho a certeza de que vamos dar a volta. E quem tiver dúvidas consulte a História de Portugal

 

Deus criou o Homem, ou foi o Homem quem criou Deus?

Sou católico e por isso acho que Deus criou o Homem

 

Se pudesse voltar atrás o que mudaria na sua vida?

Claro que sim. A vida é uma sucessão de escolhas. Se calhar voltaria a fazer a maioria das coisas que fiz e outras tentava emendar

 

Que faz no presente e que projectos para o futuro?

Divido o meu tempo entre a escrita e o Coaching. E é isso que quero continuar a fazer no futuro

 

CAIXA DAS PALAVRAS

 

Um destino

Veneza

 

Um livro

A Bíblia

 

Uma música

Dr. Jivago (Maurice Jarre)

 

Um ídolo

O meu avô

 

Um prato

Sardinhas assadas

 

Um conceito

Viver entre a eficiência e a eficácia

 

publicado por Joaquim Gouveia às 20:12

Outubro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

14
15
19

20
21
26

27
30
31


arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO