Entrevistas de JoaQuim Gouveia

22
Nov 13

 

“A RIQUEZA ESTÁ MAL DISTRIBUÍDA”

 

Benjamim Carvalho é um antigo sindicalista nascido na raia da zona de Castelo Branco. Começou a trabalhar aos 13 anos, como marçano, em Lisboa e tem do mundo a idéia de que é contraditório. Para si a crise resolve-se com a distribuição da riqueza e com a ajuda dos países mais ricos em favor dos mais desfavorecido. Já foi mais crente mas acredita que foi Deus quem criou o Homem. “Os Maias”, de Eça de Queirós é um dos seus livros de eleição

 

Como foi a sua infância?

Nasci no interior do país, em Alcafozes, na zona raiana de Castelo Branco. Até aos 8 anos fui filho unico. Eramos uma família com uma vida razoável. Tive uma excelente professora na escola primária com quem aprendi muitas lições de vida, para além da aprender a ler e a escrever. Não brincava muito porque a minha mãe era bastante exigente comigo

 

O primeiro amor…

Não me recordo bem. Penso que foi uma moça de Cacilhas, com quem namorisquei durante algum tempo. Foi uma paixão passageira

 

E o primeiro emprego…

Num estabelecimento comercial em Lisboa. Era marçano, estava ao balcão. Não me lembro  de quanto ganhava

Como é a sua casa? Como a define?

É uma casa que reúne as condições para ser agradável e tranquila no bairro da Azeda, que é bastante calmo

 

O que pensa do mundo?

Tem muitas contradições. Se estivesse bem dividido não havia tantos pobres. Estraga-se muita alimentação e dinheiro e a riqueza está mal distribuída

 

Sente-se realizado humana e profissionalmente?

Profissionalmente estou realizado. Muitas das atividades em que estive envolvido abrangiam uma envolvência de cidadania. Como homem sinto-me razoavelmente realizado

 

Como se resolve a crise?

A crise nacional resolve-se com políticas que aumentem a riqueza produzida de forma a aumentar as receitas do estado para haver melhores serviços públicos e melhores condições de vida dos cidadãos. A crise mundial passa pelos países mais ricos contribuirem para os mais pobres e pelas políticas que tenham como primeira prioridade o cidadão

 

Deus criou o Homem, ou foi o Homem quem criou Deus?

Já fui mais crente e com maior envolvência na crendice. Hoje tenho algumas interrogações pela injustiça e desigualdade. No entando estou convencido que foi Deus que criou o Homem, embora não tenha certezas

 

Se pudesse voltar atrás o que mudaria na sua vida?

Sim. Mudava muita coisa. Deixava de acreditar tanto nalguns Homens. Prestaria mais atenção a algumas coisas em que estive desatento e daria mais atenção à minha família

 

Que faz no presente e que projectos para o futuro?

Sou um cidadão reformado com uma reforma que resulta apenas dos meus descontos efetuados. Colaboro nalguns programas da Rádio Jornal de Setúbal. Gostava de montar uma atividade na terra onde nasci

 

CAIXA DAS PALAVRAS

 

Um destino

Rússia

 

Um livro

Os Maias (Eça de Queiroz)

 

Uma música

Povo que lavas no rio (Amália)

 

Um ídolo

O meu avô materno

 

Um prato

Cozido à Portuguesa

 

Um conceito

Honestidade

publicado por Joaquim Gouveia às 02:25

Novembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10

17

24


arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO