Entrevistas de JoaQuim Gouveia

11
Nov 13

 

“NÃO TENHO IDEIAS DE IR À LUA”

 

Fernando Neves é um empresário da medição imobiliária setubalense. É figura bem conhecida, popular e afável no trato. O seu primeiro amor só aconteceu aos 26 anos, com a mulher com quem casou e lhe deu os filhos. A crise resolve-se com atitude mostrando aos líderes a vontade dos povos. Pensa que o mundo tecnológico evoluiu em contraponto com o social que mantém a mesma dimensão. Adora as lulas recheadas feitas pela sua mãe e não dispensa uma boa partida de golfe

 

Como foi a sua infância?

Foi feliz, passada em grande parte na rua com muita brincadeira. Não havia computadores e a televisão era a preto e branco. Nasci em Setúbal e morei na Palhavã e no Bairro Salgado. Andei no externato Diocesano e depois na primária do Bairro Salgado

 

O primeiro amor…

Foi com a minha mulher, tinha 26 anos. De resto nenhuma das aventuras amorosas foram o primeiro amor

 

E o primeiro emprego…

Na Banca, era assessor do vice-presidente do BNC. Na altura a Banca já pagava bem

Como é a sua casa? Como a define?

É um espaço de descanso e lazer. Tenho um quarto para os meus filhos jogarem à bola onde só existem 2 balizas. É uma casa muito central que dá para ir à praça aos domingos comprar um peixinho

 

O que pensa do mundo?

Já vi melhores dias. Contudo acho que as coisas evoluem para uma sociedade mais avançada. Nota-se um avanço tecnológico, mas o plano social não tem a mesma dimensão

 

Sente-se realizado humana e profissionalmente?

Sim, completamente. Tenho menos sonhos e ilusões do que anteriormente pela realização que já atingi na vida. Hoje ensino aos meus filhos que os sonhos deles devem passar pela sua própria felicidade

 

Como se resolve a crise?

Com atitude. Temos que nos unir em torno de objetivos e trabalhar de forma a que os nossos líderes entendam que é esse o caminho e a vontade dos povos. A população tem dado sinais de maior maturidade sobre a crise, ao contrário das cúpulas que ainda não se entenderam

 

Deus criou o Homem, ou foi o Homem quem criou Deus?

O Homem criou Deus à imagem daquilo que gostava de ser. Gosto da expressão “Cada um sabe de si e Deus sabe de todos”, e isto quer dizer que cada um tem de fazer o seu caminho

 

 

Se pudesse voltar atrás o que mudaria na sua vida?

Acho que sim. Tentaria ser mais humano em torno de equipas maiores e mais unidas

 

Que faz no presente e que projectos para o futuro?

Sou proprietário de uma empresa do ramo de mediação imobiliária “Casa-Caso”, entre Setúbal e Tróia. Faço parte dos orgãos da APEMIP (Associação das Empresas Imobiliárias). Gostaria de ter ajudado mais o Vitória de Setúbal com um papel mais ativo enquanto associado. No futuro pretendo jogar golfe e brincar com os meus filhos. Não tenho ideias de ir à lua...

 

CAIXA DAS PALAVRAS

 

Um destino

Tróia

 

Um livro

O perfume (Patrick Süskind)

 

Uma música

True (Spandau Ballet)

 

Um ídolo

O meu pai

 

Um prato

Lulas recheadas feitas pela minha mãe

 

Um conceito

Quem boa cama fizer nela se deitará

publicado por Joaquim Gouveia às 08:04

Novembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10

17

24


subscrever feeds
arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO