Entrevistas de JoaQuim Gouveia

18
Nov 13

 

“TRILHEI O CAMINHO QUE ESCOLHI”

 

António da Luz Cabrita é um escritor com 5 livros publicados. É também judoca e dá aulas nos Bombeiros de palmela. É alentejano de S. Domingos da Serra e vive atualmente no campo por opção própria. Confessa-se ateu e admite que tem inveja dos que têm crença. Acha que o mundo está mais egoísta e menos solidário. Acredita que construíu uma boa familia e sente-se humanamente realizado. Projeta continuar a viver bem consigo próprio

 

Como foi a sua infância?

Foi feliz embora com algumas privações. Nasci no Alentejo, em S. Domingos da Serra, uma aldeia no campo mas com muitas tradições e espiríto de entreajuda. O meu pai, na altura era quem fazia os meus brinquedos. Depois, já com 5 anos, fomos morar para o Montijo, onde frequentei a Escola Primária nº 6

 

O primeiro amor…

Aos 18 anos, com uma rapariga do Montijo, com quem estudava na escola secundária. Foi um namoro que não durou muito tempo. Mas foi uma paixão muito bonita

 

E o primeiro emprego…

Tinha 11 anos. Fui trabalhar nas férias para uma fábrica de cortiça. Penso que ganhava 500 escudos (dois euros e meio), por semana

Como é a sua casa? Como a define?

É onde gosto de viver e estar e onde me sinto bem. É uma casa que fica no campo, na Lagoínha. Temos alguns animais como galinhas, um porco da Índia e um Ouriço vadio. Tem ainda uma pequena horta de cultivo que me traz tranquilidade e relax

 

O que pensa do mundo?

Está cada vez mais egoista, menos solidário, e mais materialista. No entanto acho que ainda há quem resista e seja solidário marcando a diferença. Honra lhes seja feita

 

Sente-se realizado humana e profissionalmente?

Humanamente estou realizado. Trilhei o caminho que escolhi. Dimensiono os meus sonhos à medida da minha realidade.Construi uma boa familia, moro num sítio privilegiado e tenho bons amigos

 

Como se resolve a crise?

Toda esta crise é fabricada, não acontece por acaso. Esta é mais uma para estripar direitos e regalias consquistadas.Os nossos políticos são criados em viveiros sem experiencia da vida real. Todas as crises têm solução, temos é que encontrá-la.

 

Deus criou o Homem, ou foi o Homem quem criou Deus?

Sou ateu mas respeito todas as crenças e ás vezes até as invejo. O Homem é fruto da evolução natural. Se quiserem chamar Deus a essa evolução...o Homem foi um ramo derivado dos macacos que deu certo

 

Se pudesse voltar atrás o que mudaria na sua vida?

Sou humano, cometo erros. Depois de cometê-los seria fácil corrigi-los, mas muitos já não têm solução. Os erros fazem parte da evolução da vida. Temos que aprender com eles

 

Que faz no presente e que projectos para o futuro?

Estou desempregado. Quero continuar a viver bem comigo próprio. Tenho 5 livros publicados, dou aulas de judo nos Bombeiros de Palmela e cultivo a minha horta

 

CAIXA DAS PALAVRAS

 

Um destino

Islândia

 

Um livro

O velho e o mar (Hemingway)

 

Uma música

Vejam bem (José Afonso)

 

Um ídolo

O meu pai

 

Um prato

Cozido à Portuguesa

 

Um conceito

Respeita para seres respeitado

publicado por Joaquim Gouveia às 08:03

Novembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10

17

24


subscrever feeds
arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO