Entrevistas de JoaQuim Gouveia

26
Nov 13

 

“VIVO UM DIA DE CADA VEZ”

 

Pedro Simões pertence à família da Casa Agrícola Horácio Simões, que há mais de um século produz vinhos de qualidade na Quinta do Anjo. Ali nasceu e foi criado admitindo que esta atividade sempre o fascinou mantendo-se a ela ligado mesmo que lhe saísse o euromilhões. Não teve um primeiro amor e a sua casa é o refúgio onde se desliga do mundo para descansar. Vive um dia de cada vez e porque é otimista acredita que o dia seguinte será sempre melhor. Adora a cozinha moderna portguesa

 

Como foi a sua infância?

Sou nascido e criado aqui na adega. Foi uma infância normal de um gaiato que acompanhou o pai e o avô no campo e na adega. Na escola fui um aluno razoável. Sempre pensei desde miudo que era a tradição de família que queria seguir. Tinha muitos amigos e brincávamos bastante com muita segurança. No fundo estávamos numa aldeia como é a Quinta do Anjo

 

O primeiro amor…

Nunca tive grandes paixões devido a ter estudado fora durante cerca de 6 anos e ter cumprido o serviço militar. Acabei por não ter propriamente o primeiro amor

 

E o primeiro emprego…

Quando acabei a escola agrícola e a tropa, trabalhei na Arcolsa, para me inteirar das realidades agro-pecuária e de óvinos para montar um projeto meu de exploração de óvinos autóctones da nossa região que era a ovelha saloia. Consegui o maior núcleo de ovelhas particular do país. Depois tive uma queijaria de queijos de Azeitão de ovelhas saloias

Como é a sua casa? Como a define?

É acolhedora onde me sinto bem. Passo lá pouco tempo mas quando lá estou tenho de desligar-me de tudo o resto

 

O que pensa do mundo?

Tenho a certeza de que se não andássemos a enganarmo-nos uns aos outros isto estaria muito melhor. Não tenho uma visão negativa do mundo. Vivo um dia de cada vez e penso que o que vem a seguir há- de ser melhor do que o anterior

 

Sente-se realizado humana e profissionalmente?

Sim. Sinto que quero fazer mais e melhor e luto por isso todos os dias. Quando peguei nesta casa agrícola tinha uma ideia que se modificou ao longo dos tempos, mas vamos tentando melhorar e inovar cada vez mais e melhor

 

Como se resolve a crise?

Com ideias inovadoras, trabalho e empenho. Temos que remar todos para o mesmo lado para o barco chegar a bom porto

 

Deus criou o Homem, ou foi o Homem quem criou Deus?

Tive uma educação de católico praticante. Acredito em muitas coisas mas não em tudo. Tenho a plena convição que foi o Homem quem criou Deus, porque tenho que acreditar nalguma coisa para andar para a frente. Temos que ver que já havia vida antes do Deus que nos tem sido apregoado e as pessoas acreditando nele conseguem fazer o bem. No fundo há vários deuses conforme as religiões e ideologias

 

Se pudesse voltar atrás o que mudaria na sua vida?

Concerteza que sim. Só os burros é que não mudam. Cada dia que passa aprende-se qualquer coisa de novo. Todos fazemos asneiras

 

Que faz no presente e que projectos para o futuro?

Sou administrador da Casa Agrícola Horácio Simões. No futuro, projeto que me saia o euromilhões. Se isso acontecesse continuava a investir nesta Casa. Tenho muitos outros projetos todos eles relacionados com esta área da vitivinicultura

 

 

CAIXA DAS PALAVRAS

 

Um destino

Um que não conheça

 

Um livro

Só livros técnicos

 

Uma música

Casal Garcia (Despe e Siga)

 

Um ídolo

Não tenho

 

Um prato

Cozinha moderna portuguesa

 

Um conceito

Trabalhar todos os dias

 

 

publicado por Joaquim Gouveia às 08:06

Novembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10

17

24


subscrever feeds
arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO