Entrevistas de JoaQuim Gouveia

22
Jan 16

Foto 2.jpg

 

 *Advogada/escritora/poetisa

 

COM O APOIO DO “HOTEL DO SADO”

“SOMOS UMA PARTÍCULA DO AMOR DE DEUS”

 

A Dra. Maria do Rosário Batista é uma conceituada advogada da nossa cidade. Também escreve prosa e poesia. Gosta de viajar e guarda memórias muito presentes da sua infância vivida no bairro da Conceição, com amigos e muita brincadeira nas ruas e nos quintais. Andou na escola das meninas do bairro porque na altura o ensino separava as raparigas e os rapazes. Foi a primeira menina a usar calças por baixo da bata e por isso a catequista pregou-lhe um “sermão”. Acredita que somos partículas do amor de Deus e que a nossa passagem pelo mundo é evolutiva. Pensa que a crise se resolverá em breve e porque é otimista gosta de viver um dia de cada vez.

 

Como foi a sua infância?

Nasci em Setúbal, nas casas do bairro da Conceição. Tive uma infância tranquila na companhia dos meus pais e de dois irmãos mais velhos. Lembro-me de muitos amigos como o Eduardo Correia e as suas irmãs gémeas, com quem brincava bastante. Naquela altura brincávamos na rua e nos quintais. Frequentei a escola das meninas do meu bairro. A diretora, a D. Luisa Serra, que era a minha professora era uma pessoa severa, dava muitas reguadas. Apanhei poucas porque era bem comportada. Eu era a única menina que já usava calças por baixo da bata. Uma vez a catequista mandou-me sair da catequese e tirar as calças. Dizia que na igreja só o padre é que as usava.

O primeiro amor…

Foi o meu marido. Tinha 14 anos e conheci-o na Escola Comercial. Era alto e muito bonito. Os meus olhos caíram ali mas, pelos vistos, ele também já reparava em mim.

E o primeiro emprego…

Aos 18 anos, na FASEM, que era um empresa de jantes para automóveis. Não sei bem quanto ganhava mas lembro-me que era bastante para a época.

Como é a sua casa? Como a define?

É um pouco de mim. Tem muita luz, muitas janelas. Sinto-me lá muito bem até porque toda a decoração foi concebida por mim e pelo meu marido. Tem muito espaço, um jardim grande com muitas flores e árvores. Ali sinto a natureza. No entanto, devido à minha atividade profissional passo pouco tempo em casa mas quando lá estou sinto-me muito bem. Tenho alguns animais.

O que pensa do mundo?

Vejo o mundo como um local (planeta), onde todos nos encontramos a experenciar com o objetivo de evoluirmos. Acredito que é assim dentro da minha parte espiritual. Este é um mundo de provas e expiações, onde há sofrimento, mais para uns, menos para outros de acordo com a sua própria evolução. Tenho pena que não seja um mundo melhor mas acho que todos estamos a contribuir para que venha a ser. O nosso objetivo é o de sermos felizes mas nem sempre se consegue.

Sente-se realizado humana e profissionalmente?

Acho que nunca me irei sentir completamente realizada. Há ainda muito por fazer. Quando sentimos que já estamos realizados perdemos a vontade de lutar e conquistar coisas importantes. Já atingi muitas realizações mas há sempre outros apelos que me fazem sentir que há algo mais para ainda fazer.

Como se resolve a crise?

Também queria saber... Não sou economista, nem política. Penso que estamos a viver um ciclo que trará uma solução mais agradável para toda a gente. Os políticos são Homens e os Homens ainda têm tantos defeitos... Logo torna-se tudo mais difícil. Mas acredito que a solução irá aparecer. Sou otimista!

Deus criou o Homem, ou foi o Homem quem criou Deus?

Para mim Deus é o princípio inteligente de todo o universo. Ele criou tudo onde se inclui o Homem. Somos seus filhos e uma partícula do seu amor.

 

Foto criança.JPG

 

Se pudesse voltar atrás o que mudaria na sua vida?

Acho que não mudaria nada embora reconheça que poderia fazer algumas coisas de forma diferente. Não me arrependo de nada do que fiz porque tudo tem contribuído para o meu crescimento.

Que faz no presente e que projectos para o futuro?

Sou advogada e empresária. Nesta altura estou a trabalhar na área da nutrição e estou a gostar imenso. Para além disso escrevo, pinto e viajo. Pretendo manter tudo isto no futuro e, essencialmente, ser feliz.

 

CAIXA DAS PALAVRAS

 

Um destino

Maldivas

Um livro

Diário de um mago (Paulo Coelho)

Uma música

Amor i love you (Marisa Monte)

Um ídolo

Jesus Cristo

Um prato

Peixe assado

Um conceito

Viver um dia de cada vez

publicado por Joaquim Gouveia às 10:38

Janeiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
23

24
25
26
27
28
29
30

31


subscrever feeds
arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO