Entrevistas de JoaQuim Gouveia

05
Out 13

 

“ALCANCEI TUDO A QUE ME PROPUS!”



O Dr. Carlos Manuel Cardoso é fIgura bem conhecida na cidade de Setúbal. Foi jogador no Vitória Sadino e no U.F. Comércio e Indústria. Decidiu formar-se apenas quando abandonou o futebol. Aos 14 anos começou a ganhar o primeiro dinheiro a fazer caixas para fruta. É natural de Lisboa, mas vive em Setúbal, desde os 8 anos, depois de uma passagem pela Covilhã. Teve uma infância feliz e diz que o seu futuro se terá que ajustar à realidade de que a China irá dominar o futuro da economia mundial. Sente-se um homem plenamente realizado

 

Como foi a sua infância?

- Foi feliz. No meu tempo tínhamos a vantagem de brincarmos na rua. Não havia telemóveis, nem internet. Inventávamos as nossos brincadeiras. Cheguei a Setúbal, com a penas oito anos e frequentei logo a escola primária Conde Ferreira. Nasci em Lisboa e vivi ainda na Covilhã, onde tinhamos uma casa de férias no vale da Serra da Estrela. Foram tempos inesquecíveis.

 

O primeiro amor...

- Aos 12 anos no bairro do Montalvão, com uma miuda muito engraçada que se chamava Ana. Foi um namoro próprio de crianças, inocente e, claro, inconsequente, Apenas uma brincadeira.

 

E o primeiro emprego…

- Foi a fazer caixotes de madeira para a fruta para o pai de um amigo meu, o senhor Mateus. Ganhava dois escudos e cinquenta por cada caixote de fruta e quatro e quinhentos pelos caixotes para abóboras, que eram bem maiores. No tempo da feira de Santiago, dava bem para gastar o dinheiro do dia (risos). O meu pai em vez de me dar dinheiro para gastar na feira ofereceu-me um martelo para eu ganhar mais dinheiro.

 

Como é a sua casa, como a define?

-É o meu refúgio completo. É onde me sinto bem e tenho todo o apoio da família que é muito unida. É o meu porto de abrigo. É uma casa muito confortável.

 

O que pensa do mundo?

- O mundo está em completa mudança, sobretudo de valores que, hoje nada têm a ver com aqueles que me foram ensinados quando era jovem. Vejo o mundo com muita apreensão. As coisas estão a ficar muito complicadas. A idade da velhice está a aumentar cada vez mais mas os velhos estão a ser colocados à margem. Isto assusta porque levará as uma certa rotura de valores.

 

Como se ultrapassa a crise?

- Como está não será. Temos que criar auto-suficiências na agricultura e pescas e no sectores comerciais e industriais. Estamos a esbanjar valores para o estrangeiro. Nesta  altura só exportamos “cabeças” que nos fazem tanta falta.

 

Sente-se realizado humana e profissionalmente?

- Completamente, apesar de continuar a ter desafios. Tudo a que me propus alcancei no seu devido tempo. Tenho uma família estável e um emprego que me realiza integralmente. Deito-me todos os dias consciente desta plena realização.

 

Deus criou o Homem, ou foi o Homem quem criou Deus?

- Creio que existe alguma coisa para além do Homem. Não vou à missa mas acredito que existe algo que nos criou. Não será propriamente aquele Deus tão falado. Será a própria força da natureza, a energia. Há uma sequência lógica na nossa evolução que me faz crer que é essa força da natureza, isso sim.

 

Se pudesse voltar atrás o que mudaria na sua vida?

- Fui jogador de futebol no Vitória de Setúbal e no Comércio e Indústria e decidi formar-me, apenas após sair do futebol. Hoje pergunto-me se deveria ter feito as coisas ao contrário. Mas sei que não teria o mesmo gozo. No fundo acho que não mudaria nada. Sou feliz assim.

 

Que faz no presente e que projectos para o futuro?

- Sou gerente da Garagem Bocage. Trabalho com 2 fábricas na China, onde já me desloquei uma vez. A China vai ser o futuro da economia mundial e o meu futuro terá que se ajustar a esta realidade.

 

CAIXA

 

Um destino

- Tróia

 

Um livro

- Equador (Miguerl Sousa Tavares)

 

Uma música

- Charriots of fire (Vangellis)

 

Um ídolo

-Nélson Mandela

 

Um prato

- Choquinhos cozidos com batatas

 

Um conceito

- Os gestores têm que prever o futuro trabalhando no presente, com os erros do passados (este conceito tem a minha assinatura)

 

 


publicado por Joaquim Gouveia às 16:32

Outubro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

14
15
19

20
21
26

27
30
31


arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO