Entrevistas de JoaQuim Gouveia

09
Out 13

 

“NÃO LEVO DESAFOROS PARA CASA”

 

Natália Abreu é uma mulher bem conhecida dos setubalenses por força da sua condição de apresentadora de eventos culturais. Oriunda do Funchal, chegou a Setúbal, com tenra idade mas cedo fez amigos que ainda hoje conhece e estima. Para resolver a crise até dava dois estalos no Primeiro Ministro. Gostava de ser excêntrica com o Euromilhões, apesar de fazer o que gosta na vida. É católica mas não acredita na história de Adão e Eva. O seu conceito de vida afina pela democracia

 

 

Como foi a sua infância?

Aos saltinhos. Vim do Funchal, para Setúbal com apenas 5 anos de idade, o que me desestabilizou familiarmente. Era a menina do meu avô paterno. Mas tive uma infância feliz com muitos primos e vizinhos que ainda hoje são meus amigos. Na escola era uma boa aluna. Se houvesse quadro de mérito escolar o meu nome estaria lá

 

O primeiro amor…

Aos 19 anos. Pensava que seria eterno mas não foi...

 

E o primeiro emprego…

Num supermercado chamado “Inô”, na Torralta, em Tróia. Tinha 17 anos e ganhava 35 contos, uma fortuna naquela altura

Como é a sua casa? Como a define?

Costumo dizer que não levo desaforos para casa porque ela é pequenina. É o meu refúgio onde sou eu mesma sem barreiras nem protecção

 

O que pensa do mundo?

Penso que é redondo e tão redondo é que, volta não volta, vamos bater ao mesmo sítio. Seria bem melhor se as pessoas fossem menos cínicas

 

Sente-se realizado humana e profissionalmente?

Sim. Posso dizer que aos 40 anos faço o que gosto. Só tenho pena de não estar a fazer rádio. Esse, se calhar é que foi o meu primeiro amor. Tenho um bom casamento, dois filhos saudáveis e os meus pais vivos. E tenho bons amigos. Só me falta o Euromilhões para ser perfeita

 

Como se resolve a crise?

Pregando dois estalos na cara do Primeiro Ministro. Punha os governantes a viver durante 6 meses com o ordenado minímo nacional

 

 

 

 

Deus criou o Homem, ou foi o Homem quem criou Deus?

Sou católica. Há uma força que manda nisto. Não sei se é como a Biblía diz mas não acredito na história do Adão e Eva. Foi uma força que criou tudo isto

 

Se pudesse voltar atrás o que mudaria na sua vida?

Não mudava grande coisa. Talvez fizesse algumas coisas que não tive ainda ocasião de fazer como viajar mais. Também não me tinha deixado enganar por tanta gente

 

Que faz no presente e que projectos para o futuro?

Sou jornalista e apresentadora. Gostava de ser excêntrica por força do Euromilhões. O futuro é uma carta fechada. Temos que viver um dia de cada vez

 

CAIXA DAS PALAVRAS

 

Um destino

Madeira

 

Um livro

Vai onde te leva o coração (Susanna Tamaro)

 

Uma música

Jardins proíbidos (cantado apenas pelo Paulo Gonzo)

 

Um ídolo

A minha mãe

 

Um prato

Milho frito com bifes de atum

 

Um conceito

Democracia

publicado por Joaquim Gouveia às 10:42

Outubro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

14
15
19

20
21
26

27
30
31


arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO