Entrevistas de JoaQuim Gouveia

08
Fev 14

 

  

“ O HOMEM É DESTRUIDOR DA BELEZA DO MUNDO”

 

O Dr. Ilídio Ferreira nasceu em Aldeia Grande e as suas raízes rurais têm-no acompanhado ao longo da vida. Teve uma infância difícil mas mesmo assim feliz. Começou a trabalhar nas férias escolares nas vindimas e nas obras. Pensa que o Homem é mais destruidor da beleza do mundo do que usufruidor. Acredita em Deus, figura que ainda anda a tentar descobrir. Para si a crise mais grave é a de valores e sente-se numa fase da vida em que não estando realizado aceita com calma os sucessos e os erros. É membro da Assembleia Municipal de Setúbal, desde 1990

 

 

Como foi a sua infância?

Nasci em Aldeia Grande, localidade a dois passos de Setúbal. Sou um homem com raízes rurais e isso tem-se manifestado ao longo da minha vida. Foi uma infância com dificuldades financeiras. O meu pai era operário e a minha mão não trabalhava. No entanto acabou por ser uma infância feliz, com liberdade e muitos amigos. Andei na escola primária de Aldeia Grande, com a professora Maria Helena. Fui um bom aluno.

 

O primeiro amor…

Por volta dos 16 anos na escola Comercial e Industrial. Foi um namoro mais platónico. Para ela não passei de um amigo...

 

E o primeiro emprego…

Nas vindimas perto de casa e nas obras, nas férias. Não me recordo de quanto ganhava mas sei que dava para pagar os cafézinhos durante todo o ano.

 

Como é a sua casa? Como a define?

É uma casa prática. Tenho os meus espaços de lazer, o meu sofá para ler, o meu candeeiro, a minha cama para dormir... É uma casa confortável. Sinto-me bem em casa.

 

O que pensa do mundo?

Penso que existe uma dicotomia entre aquilo que é a beleza de que o Homem dispõe e o pouco que aproveita e o muito que destrói, ou seja, o Homem é mais destruidor do que usufruidor da beleza do mundo.

 

Sente-se realizado humana e profissionalmente?

Cheguei à fase do cruzamento da vida que é uma altura em que o ser humano não se sente realizado e questiona sobre as opções tomadas mas consegue com maturidade encarar a vida com calma e aceitação dos sucessos e dos erros.

 

Como se resolve a crise?

Temos uma crise económica gerada propositadamente ao longo dos anos pelo poder financeiro mundial, mas que só foi possível porque nas últimas três ou quatro décadas se vem assistindo a uma grande crise de valores essenciais da vida. E esta crise é mais grave do que a primeira de que falei.

 

 

Deus criou o Homem, ou foi o Homem quem criou Deus?

Acredito que Deus, criou o Homem, embora ainda não saiba bem que Deus. Ainda ando á procurar de descobrir que Deus, a sua configuração.

 

Se pudesse voltar atrás o que mudaria na sua vida?

Mudava mas não me pergunte o quê...

 

Que faz no presente e que projectos para o futuro?

Sou assessor da Administração da Sécil e continuo a ter a minha participação civíca enquanto membro da Assembleia Municipal de Setúbal, onde ocupo um lugar desde 1990. Portanto também sou autarca. Tenho trabalhado muito desde os meus 18 anos e os meus projetos para o futuro passam por conhecer, ler e caminhar.

 

 

CAIXA DAS PALAVRAS

 

Um destino

Paris

 

Um livro

A mãe (Máximo Gorki)

 

Uma música

Tráz outro amigo também (José Afonso)

 

Um ídolo

 

 

Um prato

Cozido á portuguesa

 

Um conceito

Respeito por todos os seres

publicado por Joaquim Gouveia às 13:09

Fevereiro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9

16

23
25
26


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO