Entrevistas de JoaQuim Gouveia

17
Set 14

 

“DEUS E O HOMEM CONFUNDEM-SE”

 

O Dr. Miranda Lemos sente-se feliz com o seu percurso de vida. Apesar de reformado contínua a exercer a sua especialidade de anestesista no Centro Hospitalar de Setúbal. A entrada na escola primária assustou-o e o nascimento do irmão trouxe-lhe a primeira grande alegria. Começou a trabalhar aos 18 anos como revisor de provas tipográficas. Tem do mundo a ideia de que é imperativo a absoluta necessidade da participação dos cidadãos por uma sociedade justa e solidária. Diz que tempo virá em que o Homem perceberá que é Deus e que Deus é o Homem. A verdade e a solidariedade são os valores que mais preza.

 

Como foi a sua infância?

Foi uma infância normalíssima. Nasci em Lisboa, na Maternidade Alfredo da Costa, como não podia deixar de ser a um bom alfacinha. Tive a felicidade de ter os meus pais muito novos o que foi bom porque me acompanharam durante um período muito grande da minha vida quer nos jogos de infância, como na adolescência e já casado e com filhos. Depois, também eu tive a possibilidade de lhes dar conselhos, como homem maduro e ainda hoje vou a casa da minha mãe, uma “jovem com 88 anos. O meu primeiro grande temor foi a entrada na escola e a primeira alegria o nascimento do meu irmão.

 

O primeiro amor...

Foi platónico, intenso. Eu tinha 15 anos. Ela era uma jovem filha do merceeiro da aldeia onde eu ia passar as férias. Fui correspondido.

 

O primeiro emprego...

Revisor de provas tipográficas em Lisboa. Tinha 18 anos e era estudante. Ganhava 500 escudos por mês.

 

Como é a sua casa? Como a define?

Minha. Aberta aos amigos, confortável, pequena, virada para dentro, no campo.

 

O que pensa do mundo?

Tinha um professor, Gomes da Costa, de química fisiológica que tinha uma frase que resume o que eu penso do mundo atualmente. “É mais fácil endireitarmos o mundo do que impedir que ele nos entorte a nós”. Apesar do cinismo desta frase tenho por imperativo a absoluta necessidade da participação empenhada de todos os cidadãos por uma sociedade justa e solidária.

 

Sente-se realizado humana e profissionalmente?

Seria pretensioso da minha parte afirmar que me sinto realizado nessas duas vertentes. No entanto, posso afirmar que me sinto feliz com o meu percurso de vida e com quem me tem acompanhado e com quem eu vi crescer e meu deu o privilégio de merecer o título de pai.

 

 

Como se resolve a crise?

Qual crise?... A dos valores? A financeira? A económica? Acho que qualquer crise seria resolvida se conseguíssemos resolver a primeira, a dos valores.

 

Deus criou o homem, ou foi o homem que criou Deus?

Sem a existência do Homem, não existiria o conceito de Deus. Para mim tenho que Deus e o Homem, se confundem. Dê tempo ao tempo porque tempo virá em que o Homem perceberá que é Deus e que Deus é o Homem. A fé move montanhas e pena tenho eu de não ter fé.

 

Se pudesse voltar atrás o que mudaria na sua vida?

Nunca se pode voltar atrás. No entanto, se pudesse faria exatamente o que fiz até aqui.

 

O que faz no presente e que projetos tem para o futuro?

Profissionalmente e apesar de estar reformado continuo a exercer a minha especialidade de anestesista no Centro Hospitalar de Setúbal. Para além disso estou a preparar a edição de um livro com textos de reflexão sobre a vida. Exerço com alegria as minhas competências de pai e avô. O futuro é feito dos desafios do dia a dia que procuro ultrapassar.

 

CAIXA DAS PALAVRAS

 

Um destino

Casa dos meus pais na beira alta

 

Livro

 A cabana do pai Tomás (Harriet Beecher Stowe)

 

Uma música

Natalie (Charles Aznavour)

 

Um ídolo

Não tenho

 

Um prato

Rojões com morcela e grelos

 

Um conceito

Verdade e solidariedade

publicado por Joaquim Gouveia às 09:33

Se gosta tanto dos pais e diz que o acompanharam ate na sua vida de casado, porque sera que nas suas consultass maltrata os pais verbalmente nao os deixando sequer falar nas consultas?? Nao sera que nos como pais somos menos que os seus pais?? Nao estou a por em causa o seu profissionalismo, apenas digo aquilo que passei numa consultas sua. E muito mais teria que dizer. Obrigado
Ana a 6 de Setembro de 2017 às 17:10

Setembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
13

14
20

21
23
27

28


arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO