Entrevistas de JoaQuim Gouveia

31
Jan 14

 

“O MUNDO É UM SITIO MARAVILHOSO PARA VIVERMOS”

 

O Dr. Paulo Ribeiro é militante do PSD, deputado na Assembleia da República e vereador na Câmara de Palmela, para além de exercer, ainda, advocacia. Nasceu em Moçambique, passou por Lageosa do Dão e radicou-se em Setúbal, com 6 anos. Recorda uma infância feliz passada na zona do Rio da Figueira. Começou a sua atividade laboral como profissional liberal. Para si o mundo é um sitío maravilhoso para se viver e acredita que todos nós poderemos ajudar a corrigir as injustiças. Acha que a crise se resolve com esforço e sacrifío. Tem uma matriz católica e pretende continuar a contribuir para a resolução dos problemas do país

 

Como foi a sua infância?

Nasci em Moçambique, na cidade da Beira. Viemos para Portugal em 1974, depois do 25 de Abril, mas antes da independência. Fomos para Lageosa do Dão, perto de Tondela, onde vivemos cerca de um ano. Depois viemos para Setúbal porque o meu pai veio trabalhar para o porto da cidade. Eu tinha 6 anos. Considero Setúbal como a minha terra. Andei na antiga escola da Algodeia, onde tinha muitos amigos e morei no bairro do Rio da Figueira. Jogava à bola, ao berlinde, ao pião e ás brincadeiras da época.

 

O primeiro amor…

Não tenho uma recordação muito presente. Seguramente deve ter sido na escola primária com uma miúda que se chamava Ana. Deve ter sido a primeira rapariga em que reparei.

 

E o primeiro emprego…

Como profissional liberal em várias áreas da advocacia.

 

Como é a sua casa? Como a define?

É uma casa familiar, cheia, com três filhos e onde nos sentimos bem. É a casa que construímos e de que gostamos.

 

O que pensa do mundo?

É um sítio maravilhoso para vivermos onde devemos todos os dias pensar que é construído por nós. Ainda há muitas injustiças mas todos nós podemos fazer melhor e ajudar a corrigi-las.

 

Sente-se realizado humana e profissionalmente?

Acho que nunca ninguém se sente realizado. Não me posso queixar da minha vida. Tenho a mulher e os filhos que amo, sou advogado, profissão que escolhi e adoro e tenho família, amigos e saúde.

 

Como se resolve a crise?

Com esforço, com sacrifício, aprendendo com os erros e não os voltando a cometê-los. É isso que nesta altura está a acontecer.

 

 

Deus criou o Homem, ou foi o Homem quem criou Deus?

Deus criou o Homem. É uma convicção muito forte influenciada pela minha matriz católica e por ser crente.

 

Se pudesse voltar atrás o que mudaria na sua vida?

Nada de relevante. Fui resolvendo os erros que possa ter cometido ao longo da minha vida. Não voltaria atrás em nenhuma decisão.

 

Que faz no presente e que projectos para o futuro?

Sou deputado na Assembleia da República pelo PSD, advogado e vereador na Câmara de Palmela, pela coligação PSD/CDS. Pretendo terminar esta legislatura dando o meu melhor e o que sei em prol de Portugal, contribuíndo para a resolução dos problemas do país dentro das minhas possibilidades e continuar a minha atividade na advocacia e educar os meus filhos.

 

CAIXA DAS PALAVRAS

 

Um destino

Moçambique

 

Um livro

O nome da rosa (Umberto Eco)

 

Uma música

Bad in the name of love (U2)

 

Um ídolo

Rui Jordão

 

Um prato

Bacalhau com grão

 

Um conceito

Não fazer aos outros o que não gosto que me façam a mim

publicado por Joaquim Gouveia às 10:47

Janeiro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12

19

26


arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO