Entrevistas de JoaQuim Gouveia

01
Jul 14

 

Com o apoio: Hotel do Sado

 

“DEUS CRIOU O HOMEM E O HOMEM FEZ-SE DEUS”

 

Maria Dália Vale Rêgo é uma mulher realizada nas suas funções de esposa, mãe, professora e amiga. Teve uma infância muito agradável e começou a trabalhar para o arquiteto D. Luis de Melo, em Lisboa. A casa onde vive é um sonho tornado realidade. Tem do mundo a idéia de que caminha para melhor porque as pessoas têm medo da guerra e estão mais abertas ás questões ambientais. Acredita que a crise está em cada pessoa e que a Comunicação Social nos destrói a vida. Para si Deus criou o Homem e o Homem fez-se Deus

 

Como foi a sua infância?

Sou de Lisboa. Vivi parte da minha infância entre Algés e o Porto, devido à vida profissional do meu pai que era gerente na empresa Costa Dias. Desses tempos lembro-me de uma cadela que o meu pai me ofereceu quando eu tinha quatro anos e de quem eu gostava muito. Era uma miúda muita traquinas e brincalhona. Adorava meter os pés nas poças de água. Um dia pintei a cara às minhas colegas da escola e fui suspensa durante dois dias. Fui uma aluna normal como tantas outras.

 

O primeiro amor…

A sério foi o meu marido. Tinha 17 anos e foi um amor à primeira vista. No entanto fizemos um namoro à distância uma vez que eu morava em Algés e ele no Porto.

 

E o primeiro emprego…

Como desenhadora para o arquitecto D. Luis de Melo, em Lisboa. Ganhava 650 escudos por mês. O primeiro ordenado foi para uma viagem de ida e volta até ao Porto, para festejar os 21 anos do meu namorado, hoje o meu marido.

 

Como é a sua casa? Como a define?

É o paraíso. É onde gosto de estar, onde me sinto bem. Tem muita vegetação e animais. É o meu refúgio. Esta casa é o meu sonho de pequenina que estava por realizar.

 

O que pensa do mundo?

Tenho uma visão do mundo muito positiva. O mundo está a caminhar para melhor. As pessoas estão mais abertas às questões ambientais e têm medo da guerra e, por isso, tentam viver melhor com o que têm.

 

Sente-se realizadoa humana e profissionalmente?

Sim, como mãe, esposa, professora e amiga. Sinto-me cem por cento realizada.

 

 

Como se resolve a crise?

Cada crise está na própria pessoa. A Comunicação Social destrói, um bocado, a vida das pessoas. As noticías são sempre destrutivas. A crise existente só se resolve quando as pessoas mudarem as suas próprias vidas e a sua maneira de pensar. Hoje só o dinheiro conta e enquanto esssa mentalidade não mudar a crise não se resolve.

 

Deus criou o Homem, ou foi o Homem quem criou Deus?

Deus criou o Homem. Depois o Homem fez-se Deus...

 

Se pudesse voltar atrás o que mudaria na sua vida?

Tinha mais filhos, seguramente.

 

Que faz no presente e que projectos para o futuro?

Estou aposentada. Dediquei-me à pintura. Não tenho grandes projetos para o futuro. O meu projeto é viver uma vida agradável.

 

CAIXA DAS PALAVRAS

 

Um destino

Quénia

 

Um livro

O livro de S. Michele (Alex Munthe)

 

Uma música

Beatlles

 

Um ídolo

Deus

 

Um prato

Papas de sarrabulho

 

Um conceito

Viver bem a vida

publicado por Joaquim Gouveia às 13:03

Julho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
19

20
26

27
28
29
30
31


arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO