Entrevistas de JoaQuim Gouveia

13
Nov 18

Foto.jpg

 

"SOU PELA NATUREZA E SUAS REGRAS"

 

Paulo Mascarenhas é presidente do Moto Clube de Setúbal. A sua paixão pelas motos começou ainda muito jovem quando iniciou a sua prestação no mundo laboral nas oficinas de Zé Carolo. Tem várias memórias de uma infância feliz. Sobre o mundo pensa que há cada vez menos respeito e mais individualismo. É um homem que gosta da natureza e das suas regras e por isso não sabe explicar se o que nos criou será Deus. Para si a crise só se resolve com mais humanismo e menos capitalismo. Trabalha na Sapec e quer aproveitar a vida o melhor que puder. O seu ídolo é Jim Morrison e gosta de comer choco de qualquer maneira.

 

Como foi a sua infância?

Sou nascido e criado em Setúbal. Posso dizer que tive uma infância feliz com os meus pais e os meus irmãos. Morávamos na zona do Quebedo. Andei na escola primária das Areias e fui um aluno médio. Recordo-me das minhas brincadeiras de rapaz como jogar á bola, ao berlinde, ao espeta e outras.

 

O primeiro amor…

Foi um namorico de escola que durou três anos. Hoje somos bons amigos. Ela está fora da cidade.

 

E o primeiro emprego…

Na oficina de motos do Zé Carolo. Era o moço dos recados. Ganhava cerca de 5 contos por semana.

 

Como é a sua casa? Como a define?

É uma casa digna. Não nos falta nada e muito menos na mesa que é o mais importante. É o meu porto de abrigo, claro.


O que pensa do Mundo?

Estamos a caminhar para um tempo em que há menos respeito e mais individualismo. Não concordo com as políticas que nos roubam e que nos conduzem às guerras. Não me venham falar em democracia e direitos ou igualdades porque cada vez isso existe menos.

 

Sente-se realizado humana e profissionalmente?

Sinto-me realizado como pessoa. Pelo que transmito ao meu filho e aos outros sinto-me muito bem. Tenho uma vida estável no trabalho e, felizmente, tenho saúde.

 

Como se resolve a crise?

Começando pela parte política. Um político reformado pelo Estado, só deveria ganhar essa reforma estatal e mais nenhuma como acontece muitas vezes em que os políticos têm várias reformas do Estado. Também nos impostos deveria haver maior contenção porque são muito exagerados. A crise só se resolve com menos capitalismo e mais humanismo.

 

Foto criança.jpg

 

Deus criou o Homem, ou foi o Homem quem criou Deus?

Penso que há algo que nos criou mas não sei se isso é Deus. Sou pela natureza e pelas suas regras.

 

Se pudesse voltar atrás o que mudaria na sua vida?

Não mudaria nada. Vivi sempre de forma a não me arrepender do que faço. Nunca prejudiquei ninguém.

 

Que faz no presente e que projectos para o futuro?

Sou presidente do Moto Clube de Setúbal e trabalho na Sapec. No futuro pretendo continuar a pertencer a este clube, quero criar o meu filho, ser avô e aproveitar bem a vida.


CAIXA DAS PALAVRAS

 

Um destino:

Brasil

 

Um Livro:

Histórias de vida

 

Uma Música:

O homem do leme (Xutos e Pontapés)

 

Um Ídolo:

Jim Morrison

 

Um prato:

Choco de qualquer maneira

 

Um conceito:

Não faças aos outros o que não queres que te façam a ti

 

 

 

publicado por Joaquim Gouveia às 11:26

Novembro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
15
17

18
24

25


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO